quinta-feira, 29 de junho de 2017

Prefeito de Caxias investe em saúde menos que os 15% exigidos por lei


fabio-gentil_(Medium)De forma leviana e sem qualquer fundamentação, o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, acusou o Governo do Estado de ter cortado recursos destinados à saúde do município. A farsa foi desmascarada pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. Mas, além de mentir, o prefeito escondeu que os gastos da Prefeitura no primeiro semestre deste ano foram muito inferiores do que o valor mensal dos investimentos do governo na saúde de Caxias.

A confirmação de que Fábio Gentil fez uma acusação totalmente irresponsável e descabida contra o governo do Maranhão pode ser encontrada no próprio Portal da Transparência da Prefeitura de Caxias. Os dados mostram que, de janeiro a junho deste ano, a gestão municipal de Caxias destinou apenas R$ 3.753.822, 58, ou seja considerando que o Ministério da Saúde investiu 32,4 milhões de reais ao longo de 2017, enquanto a Prefeitura investiu apenas cerca de 12% desse montante, quando o correto seria no mínimo 15% como determina lei federal.

Considerar que o governo estadual investiu mais de 30 milhões neste semestre na saúde dos caxienses, totalizando, investimentos federais e estaduais, cerca de 62 milhões, aí a participação do município cai para 5,5% no investimento total para o setor de saúde em Caxias.

A acusação do prefeito Fábio Gentil serviu para comprovar duas situações graves: a primeira é que a Prefeitura investe muito pouco na saúde de Caxias. A segunda é que o poder público municipal não adota o sistema de transparência dos seus gastos.

Se o prefeito teve a ousadia de mentir e esconder números reais para tentar colocar a opinião pública de Caxias contra o Governo do Estado, deveria, agora, vir a público não apenas desmentir a informação equivocada, como, também, explicar porque  a Prefeitura destina recursos tão irrisórios para a pasta da saúde municipal.

O prefeito da bela cidade de Gonçalves Dias alimenta uma luta política e penaliza o povo de Caxias, que não tem o sistema de saúde municipal que merece.

O prefeito Fábio Gentil recusou passar a administração da Maternidade Carmosina Coutinho para a gestão estadual, apesar de reconhecer sua total incapacidade para gerir tão importante equipamento público de saúde pública.

Os caxienses precisam saber quem realmente tem compromisso com a saúde do município, se o Governo do Estado que investiu R$ 30 milhões em seis meses ou a Prefeitura que gastou, no mesmo período, apenas R$ 3,7 milhões. Que a verdade seja dita.                      


Ainda segundo o portal da transparência da Prefeitura de Caxias, a arrecadação do município no semestre foi de R$ 61 milhões, e como a Prefeitura investiu na saúde apenas R$ 3,7 milhões, por esta ótica também só foi aplicado na saúde dos caxienses cerca de 6% do orçamento municipal. Portanto, muito abaixo dos 15% mínimos exigidos pela lei. (Da Sinal Verde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.